Suiriri-pequeno - Satrapa icterophrys (Vieillot, 1818)

O suiriri-pequeno é uma ave da família Tyrannidae.

Habita à beira de mata secundária, restinga e beira de lagoa. Gosta de tomar banho de chuva ou na folhagem molhada.

Alimenta-se de artrópodes que são apanhados com as pontas das mandíbulas.

Bothrops jararaca (Wied-Neuwied, 1824)




A jararaca (Bothrops jararaca) é uma serpente peçonhenta, que pertence a família Viperidae.

Vive em ambiente preferencialmente úmidos, como beira de rios e córregos, onde também se encontram ratos e sapos, seus pratos mais caçados.

Dorme durante o dia debaixo de folhagens secas e úmidas, e gosta de tomar sol, geralmente sol pós chuva.

Isabelia pulchella (Orquídea)




Isabelia pulchella é uma espécie de orquídea da família Orchidaceae.

Ocorre na mata atlântica da região sul e nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Local do registro: Fazenda BUTZKE AGRÍCOLA E FLORESTAL, localidade de São Jacó em Passo Manso, Taió, SC - Brasil.

Ophiodes striatus (Cobra de Vidro)





A cobra de vidro (Ophiodes striatus) é um réptil da família Anguidae.

A cobra de vidro não é considerada uma cobra, mesmo que seu nome aponte para isto, a cobra de vidro é na verdade um lagarto.

Espécie de ampla distribuição no Brasil, também possui registros no Paraguai e Uruguai.

Pica-pau-verde-barrado - Colaptes melanochloros (Gmelin, 1788)




O pica-pau-verde-barrado é uma ave da família Picidae.

Vive em matas de galeria, cerrados, cerradões, caatingas, campos com árvores e na borda de florestas. É cada vez mais comum em áreas urbanas.

Ocorre desde a foz do rio Amazonas (ilha de Marajó) até o Rio Grande do Sul, e para oeste até o Mato Grosso. É encontrado também no Paraguai, Argentina e Uruguai.

Biblis hyperia (Cramer, 1779)


Biblis hyperia é uma espécie de borboleta da família Nymphalidae.

É considerada a única espécie de seu gênero (gênero monotípico).

Biblis hyperia é geralmente encontrada isoladamente, em altitude variando entre o nível do mar e cerca de 1.000 metros, porém mais freqüentemente abaixo de 500 metros; vivendo em ambientes alterados, incluindo clareiras de floresta, florestas secundárias, ao longo das estradas ou caminhos e margens de rios.

Cabecinha-castanha - Pyrrhocoma ruficeps (Strickland, 1844)

O cabecinha-castanha é uma ave da família Thraupidae.

Vive à pouca altura, em bambuzais nas áreas serranas até 1200m, matas secundárias e bordas de matas primárias em seu estrato baixo, nos emaranhados de vegetação densa. Em pares ou grupos, são parcialmente migratórios e forrageiam perto do solo.

Ave rara, restrita às regiões Sul e Sudeste do Brasil. Também ocorre no Paraguai e Argentina.

Oxalis corniculata



Oxalis corniculata é uma espécie de planta da família Oxalidaceae.

Local do registro: Fazenda BUTZKE AGRÍCOLA E FLORESTAL, localidade de São Jacó em Passo Manso, Taió, SC - Brasil.

Hedychium coronarium (Lírio-do-brejo)





O lírio-do-brejo (Hedychium coronarium) é uma espécie de planta da família Zingiberaceae.

Esta espécie é muito vistosa, suas flores são brancas, grandes, muito perfumadas e se formam o ano todo.

Seu crescimento é muito rápido e pode ser cultivada em grupos para melhor valorização de seu efeito paisagístico.

Gomesa crispa (Orquídea)



Gomesa crispa é uma espécie de orquídea da família Orchidaceae.

Vive normalmente crescendo à sombra das matas úmidas da Serra do Mar e do interior.

Ocorre no Brasil, Paraguai e Argentina.